Porta paralela e sua utilidade

Note Place é a maior loja de notebooks e acessórios da Santa Efigênia em São Paulo

Loja Virtual: (11) 3333-8606
Loja Andradas: 11 3226-2888
Loja Timbiras: 11 3333 -8600
WhatsApp: (11) 97800-3899

Carrinho de Compras

ver carrinho

Você tem 0 item(s)R$ 0,00

Porta paralela e sua utilidade

Assim como a porta serial, ou RS-232, a porta paralela, ou LPT1, serve para fazer a interface entre o computador e os periféricos passíveis de serem conectados ao pc, como impressoras, scanners, câmeras, entre outros. A diferença entre as duas portas é que a RS-232 envia dados em linha e a LPT1 os envia em paralelo, tornando assim a troca de informações entre computador e periférico mais rápida.

A porta paralela foi desenvolvida, primeiramente, pela IBM, visando produzir uma conexão com as impressoras da Centronics, empresa líder de mercado na fabricação de impressoras na década de 1980. Achando que não seria necessário fazer um conector exatamente igual ao da entrada da impressora da Centronics, a IBM decidiu então fazer uma porta LPT1 com 25 pinos e um conector DB25, que se ligaria à impressora por um conector de 36 pinos, entrada padrão das impressoras da Centronics à época.

Rendidas ao padrão estabelecido inicialmente pela IBM, as demais fabricantes de impressoras e outros periféricos adotaram o cabo DB25 para seus equipamentos, os quais, hoje, estão gradativamente migrando para a conexão USB, que se mostra mais rápida e vantajosa, por não necessitar desligar o computador para que seja ativada.

Como sabemos, a tecnologia vem se superando dia a dia, e não foi diferente com a porta paralela. Em 1991 os maiores fabricantes de impressoras do mundo já viam a necessidade de um dispositivo que fizesse a comunicação computador – periférico de forma mais rápida, visando acompanhar o crescimento e desenvolvimento de equipamentos novos no mercado, como as impressoras matriciais. Foi então que essas gigantes formaram uma aliança, a Network Printing Alliance, com o objetivo de desenvolver um formato padrão para a troca de dados entre o computador e as impressoras. Surgiu então a porta paralela ECP, mais veloz e com mais funcionalidades que as versões anteriores, EPP, e SPP.

A porta paralela ECP possui uma conexão bidirecional de alta performance, sendo compatível com praticamente todos os equipamentos eletrônicos que podem ser acoplados aos computadores, salvo alguns modelos mais antigos. Ela tem uma taxa de transferência de dados de 1,5 MB por segundo, algo realmente muito bom se comparado aos 50 KB por segundo que a porta serial transmitia inicialmente. Uma das vantagens da LPT1 é que ela usa um canal DMA, que diminui a taxa de ocupação do processador durante a transferência de dados, tornando a transferência de dados mais veloz.

Atualmente, a porta paralela é “on board”, ou seja, já vem integrada à própria placa mãe do computador, não sendo necessário utilizar nenhum dispositivo para que ela seja reconhecida pelo pc. O grande detalhe é que, para maximizarmos as funcionalidades da porta paralela temos que utilizar um cabo DB25 de, no máximo, 8 metros de extensão, sabendo que, quanto maior este cabo, maior a probabilidade de interferência na transmissão dos dados entre computador e periférico. Sendo assim, devemos optar por cabos mais curtos e equipamentos mais próximos.

Mesmo com a gradativa substituição das portas paralelas, assim como as seriais, pelas USB, a Note Place mantém em seu estoque notebooks usados e renovados equipados com as três portas – paralela, serial e USB – para que seus clientes tenham a comodidade de utilizar qualquer uma delas ou até mesmo as três de uma só vez.

Copyright © 2012 - Note Place - Todos os direitos reservados - by W2N
Redes Sociais Youtube
Formas de Entrega Formas de Entrega dos Notebooks Usados
Formas de Pagamento Formas de Pagamento dos Notebooks Usados
Processando Ajax Processando